Chocolate na Dieta: Benefícios, Dicas, Mitos e Verdades

Chocolate na Dieta: Benefícios, Dicas, Mitos e Verdades

Publicado por: 4Well Publicado: 21/01/2019 Visitas: 308 Comentários: 0

Apesar de parecer mentira, o chocolate pode ser incluído na dieta desde que consumido com moderação.


Uma ótima notícia para os chocólatras de plantão!


Porém, atente-se ao tipo de chocolate e a porcentagem de cacau que ele contém. 


Relatos apontam que os primeiros povos a consumirem essa especiaria derivada do cacau, foram os membros da civilização Olmeca, atualmente território do México e da Guatemala, por volta de 1500 a.C.


De lá pra cá esse ingrediente ganhou inúmeras outras formas de preparo: amargo, ao leite, branco, com frutas, castanhas e várias outras opções. 


Leia mais sobre o chocolate na dieta de perda peso sem neuras e privações do que você gosta!

Por que incluir o chocolate na dieta?

Não estamos falando de qualquer chocolate. Claro que o chocolate branco e o chocolate ao leite são ricos em açúcar e gorduras.

No entanto, o chocolate com porcentagens acima de 60% de cacau são saudáveis e nos ajudam a matar aquela vontade de comer doces carregados de açúcar.

De todo modo, uma dieta equilibrada inclui muitos alimentos com diferentes propriedades nutritivas e que contribuem para o bom funcionamento do nosso organismo. O chocolate está entre eles!

Por isso, não exclua este doce brasileiro de sua dieta! Apenas consuma os mais adequados, mantendo sempre a moderação.

Quais os benefícios de comer chocolate?


Agora que você já sabe porque não eliminar essa delícia da sua alimentação, confira os benefícios e as vantagens de manter o chocolate na dieta:

Previne o envelhecimento e é fonte de nutrientes

Em função de seus antioxidantes como a catequina, por exemplo, o chocolate previne as rugas e o envelhecimento!

Lembrando que somente o chocolate amargo contém esses nutrientes enquanto o chocolate branco e o ao leite, não possuem esta propriedade.

Ao consumir alimentos com substâncias antioxidantes estamos retardando o processo de envelhecimento e auxiliando na prevenção de uma série de doenças degenerativas como Alzheimer, Parkinson, esclerose, osteoporose, diabetes, hipertensão, reumatismo, artrite e até mesmo alguns tipos de câncer.

É estimulante

Se o chocolate que você consome contém pelo menos 60% de cacau, eis uma desculpa para mordiscar no trabalho: melhora a concentração e a atenção. 

A razão? Graças a seu alto teor de teanina, um aminoácido conhecido por seu papel no relaxamento e na atenção.

Menos ansiedade


O chocolate também é frequentemente associado a sensação de bem-estar, conhecido como um um santo apaziguador de perturbações emocionais como estresse, angústia e ansiedade. Isso porque sua composição estimula a produção de serotonina, substância relacionada a sensação de prazer. 

Substâncias como a teobromina e o magnésio estão presentes em grandes quantidades no chocolate amargo. Essas substâncias estimulam e regulam o sistema nervoso. 

Dessa forma, aumentam os efeitos de neurotransmissores (como a serotonina), conhecidos por seu papel no combate ao estresse, ansiedade e depressão.

Enfim, o chocolate é gostoso pra boca e pra mente!

Fonte de nutrientes


Para convencer você de que uma dieta pode incluir o chocolate, veja os nutrientes que ele possui:

  • O cacau contém vitaminas B e E. 
  • Contêm minerais e são ricos em cálcio, fósforo, potássio, magnésio e ferro. 

Além desses minerais, o cacau é composto de fibras que ajudam a regular o trânsito intestinal.

Reduz a pressão sanguínea e combate outras doenças


Os flavonóides, como catequina e epicatequina, estimulam a produção de ácido nítrico pelo organismo. 

Como resultado, nossos vasos sanguíneos se dilatam, reduzindo efetivamente a pressão sanguínea. Uma boa desculpa para todos os hipertensos, não é mesmo?

Os flavonóis também acentuam o influxo de sangue no hipocampo, a parte do cérebro associada às habilidades de memória, além de serem compostos antioxidantes que ajudam o organismo a atrasar o processo de envelhecimento por meio do combate a ação dos radicais livres.

Conheça nossos chocolates e aproveite todos os benefícios desse alimento!

Dicas para incluir o chocolate na dieta


Depois de entender os benefícios do chocolate, confira nossas dicas para acertar na inclusão dessa delícia na dieta:

Aposte no chocolate certo

Sempre dê preferência ao chocolate amargo e escuro, com 70% de cacau. Caso você ainda ache o sabor forte demais, consuma o chocolate de 60%, mas este não é o ideal.

Cerca de 30 gramas de chocolate por dia já são suficientes para que você desfrute de seus benefícios!

Essa quantidade contém cerca de 150 calorias que estão dentro dos parâmetros de uma dieta balanceada e saudável.

Conte com a 4well para levar mais nutrição e sabor à sua dieta. Oferecemos uma linha de chocolates com frutas liofilizadas que possuem um enorme valor nutritivo! São três sabores deliciosos que contam com a praticidade que só a 4Well oferece: banana, morango e framboesa.

Versão diet

Não exagere, a versão diet contém muitos carboidratos que aumentam a glicemia.

Essa versão é para quem tem diabetes, mas não para quem pretende perder peso, pois tem muita gordura também.

Espere a sobremesa

As recomendações diárias são de 30g de chocolate amargo para obter todos os seus benefícios.

Por isso, evite consumir o chocolate durante um dia todo. Escolha sempre após as refeições para saboreá-los.

Menos é mais

Seguindo esta mesma linha de raciocínio lembre-se de consumir o chocolate com moderação.

Lembre-se não é qualquer chocolate que pode ser considerado benéfico para a saúde. Para promover todos os benefícios que listamos até aqui sem prejudicar a saúde e contribuir com o sobrepeso, o chocolate precisa ter uma composição rica em cacau e pobre em gorduras ruins e açúcares.

Mitos e verdades sobre o chocolate na dieta


Agora que você já viu os benefícios e as melhores dicas para incluir o chocolate na dieta, aprenda um pouco mais sobre os mitos e as verdades que cercam esse doce:

Chocolate é um alimento funcional?

Verdade. O chocolate é conhecido como um alimento funcional porque proporciona muitos benefícios à saúde. Mas apenas aqueles que apresentam teor acima de 60% de cacau.

A alfarroba é uma ótima alternativa para consumo, uma vez que se parece muito com o chocolate. Entretanto, ele é livre de cacau, glúten, lactose e açúcar, sendo uma boa opção para intolerantes à lactose, celíacos e diabéticos. 

Quanto mais escuro e amargo for o chocolate, melhor?

Verdade. Quanto mais alto o teor de cacau da sua barra de chocolate, melhor. Neste caso, sua barrinha está livre de altos níveis de  açúcares e gorduras.

Chocolate reduz o colesterol?

Verdade. Para fins de pesquisa, alguns pesquisadores incluíram 38 g de chocolate amargo e cacau em pó na dieta de um grupo de pessoas durante um período de quatro semanas. 

Elas experimentaram um aumento no colesterol bom (HDL) e uma diminuição de 8% na oxidação causada pelo colesterol ruim (LDL). 

Apenas a recomendação diária é que pode trazer estes benefícios.

O chocolate amargo não engorda?

Mito. Qualquer alimento consumido em excesso engorda por causa do acúmulo de gordura. Por isso não abuse!

Para ter todos os benefícios do chocolate, não consuma em exagero!

Chocolate diet é melhor para quem está de dieta?

Mito. Veja bem, como ressaltamos acima, o chocolate diet é ótimo para os diabéticos por que são livres de açúcar.

Mesmo assim, contém muita gordura e são prejudiciais para quem está tentando emagrecer.

Sendo assim, adapte-se aos chocolates menos açucarados.

Chocolate branco não possui benefícios para a saúde?

Verdade. Apesar de muito saboroso o chocolate branco não contém cacau!

Apesar de ser chamado de chocolate, ele é livre de cacau e possui altos teores de açúcares e bastante gordura.

Deixe que os chocolates 4Well tragam mais sabor e praticidade para o seu dia a dia!

Atente-se ao rótulo

Na hora de escolher o melhor chocolate, é essencial ficar de olho no rótulo. Para ser ideal para a saúde, um chocolate precisa ter:

• Pelo menos 60% de cacau;

• Poucos ingredientes;

• Maior teor de massa de cacau

• Baixo teor de gordura (a não ser as provenientes da manteiga de cacau);

• Baixo teor de açúcar

• 0% ingredientes artificiais.

A quantidade ideal recomendada de consumo de chocolate por dia é uma porção usual estimada entre 25 e 30 gramas. Consumir chocolates que têm castanhas ou frutas é interessante, porque essa combinação proporciona melhor potencial antioxidante e eleva o teor de fibras do produto.

Deixe que os chocolates tragam mais sabor e praticidade para o seu dia a dia! Clique aqui e confira as delícias 4Well

Conclusão


Notou a diferença dos outros tipos de chocolate para o chocolate amargo? Seus benefícios são inúmeros e você pode consumir sem culpa! O tipo adequado de chocolate pode ser incluído sim em nossa dieta sendo consumido sem exageros e  combinado com outros alimentos.

Sabe onde podemos encontrar chocolates saudáveis? A 4Well facilita isso para você! Então vai ter chocolate na dieta sim, e o melhor: sem peso na consciência!


E para ficar melhor, nossos chocolates são recheados com fruta. Temos de framboesa, banana e morango, tudo desidratado por meio do processo de liofilização que não altera suas propriedades e ainda conserva suas propriedades e sabor. Tudo de bom não é mesmo?

Conte com a 4Well e experimente uma vida mais saudável!

Que tal continuar aprendendo? Confira outros posts que podem te ajudar a manter uma alimentação saudável:

Obrigado por ler até aqui e até a próxima!

Tags: Chocolate, Dieta, Saúde

Produtos relacionados

Posts relacionados

Comentários

Escreva o comentário