Chocolate na TPM: Por que Comer, Benefícios e Cuidados

Afinal, de onde vem essa vontade por chocolate? Quando entramos no período pré-menstrual, acontecem uma série de mudanças hormonais no nosso organismo. Uma delas é a queda do hormônio do bem estar, a serotonina. 

Para produzir serotonina, nosso corpo precisa de uma substância chamada triptofano, que é encontrada no cacau. O triptofano, portanto, pode ser compreendido como um precursor da serotonina.

Há uma boa razão pela qual as mulheres podem até travar uma guerra para ter um chocolate durante a TPM.

Comprovadamente o chocolate ajuda nos sintomas da TPM por algumas razões. 

O corpo da mulher é, sem dúvidas, a máquina mais perfeita de toda a criação e, com isso, merece cuidados especiais.

Muito se fala que o chocolate alivia os sintomas da TPM (Tensão pré-Menstrual), bem como traz uma sensação de bem estar incrível. Seu desejo em comer chocolate durante o período pré menstrual é normal e você verá o porquê agora!

Confira aqui como você pode comer chocolates na TPM de forma saudável!

O que é TPM?

A tensão pré-menstrual (TPM) é uma condição que ocorre antes e durante um período menstrual. 

Caracterizada por uma infinidade de queixas físicas e psicológicas, pode trazer os seguintes:

  • Mau humor;
  • Depressão;
  • Cãibras e inchaço;
  • Dores de cabeça;
  • Sensibilidade nos seios;
  • Maior oleosidade na pele e nos cabelos;
  • Aparecimento de acne;
  • Dores musculares;
  • Fadiga;
  • Dores abdominais;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Dificuldade em concentração.

Os sintomas, geralmente, atingem o pico de 3 a 7 dias anteriores a um período menstrual e podem se resolver com o início do fluxo em si.

A lista de possíveis sinais e sintomas da síndrome pré-menstrual é longa, mas a maioria das mulheres experimenta apenas alguns desses problemas.

Sinais e sintomas emocionais e comportamentais

  • Tensão ou ansiedade;
  • Humor deprimido;
  • Crises de choro;
  • Mudanças de humor e irritabilidade ou raiva;
  • Mudanças de apetite e desejos de comida;
  • Problemas para adormecer (insônia);
  • Retraimento social;
  • Pobre concentração;
  • Mudança na libido.

Sinais e sintomas físicos

  • Dores articulares ou musculares;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga;
  • Ganho de peso relacionado à retenção de líquidos;
  • Inchaço abdominal;
  • Mastalgia;
  • Surtos de acne;
  • Obstipação ou diarréia;
  • Intolerância ao álcool.

Para alguns, a dor física e o estresse emocional são graves o suficiente para afetar suas vidas diárias. 

Independentemente da gravidade dos sintomas, os sinais e sintomas geralmente desaparecem dentro de quatro dias após o início do período menstrual, para a maioria das mulheres.

Mas um pequeno número de mulheres com síndrome pré-menstrual apresenta sintomas incapacitantes todo mês. Essa forma de TPM é chamada de transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM).

Os sinais e sintomas de TDPM incluem depressão, alterações de humor, raiva, ansiedade, sensação de opressão, dificuldade de concentração, irritabilidade e tensão.

Por que comer chocolate na TPM?

Na verdade, seu corpo não está realmente desejando chocolate, tanto quanto está sedento pela combinação de cálcio, açúcar e carboidratos encontrados no chocolate. 

No entanto, em uma dieta saudável, podemos encontrar esses nutrientes em outro lugar, que não em uma embalagem de chocolate.

Tendemos a desejar chocolate durante as primeiras partes de nossos ciclos menstruais, devido aos níveis mais altos de hormônios que flutuam pelo corpo. 

Esses hormônios são desencadeados por um aumento de insulina, o que leva a um baixo nível de açúcar no sangue.

Com isso, voilà: seu corpo está praticamente implorando para que você engula um pacote de M&M em menos de cinco minutos.

Benefícios do chocolate na TPM

Os psicólogos dizem que a relação entre os desejos de comida de conforto e os ciclos menstruais se deve a uma combinação de fisiologia, psicologia e condicionamento cultural.

Ceder a esses desejos nem sempre é recomendado, especialmente se for para alimentos não saudáveis, como aqueles que contêm excesso de cafeína ou gorduras saturadas. 

Mas o chocolate escuro é um desses desejos que você pode ter. Pode comer? Pode! Apenas observe o teor de açúcar nos chocolates escuros. 

Mas são muitos os chocolates escuros contêm de 50 a 90% de sólidos de cacau, manteiga de cacau e açúcar.

E, optando por eles, você tem a entrega de tudo aquilo que o seu corpo mais precisa na TPM.

Mas você ainda pode se perguntar por que o chocolate amargo tem vantagem sobre o chocolate normal.

Bem, embora o chocolate ao leite possa ter um ótimo sabor, não é tão bom para você quanto o chocolate amargo. 

Isso ocorre principalmente porque o chocolate ao leite contém menos grãos de cacau do que o chocolate escuro. 

O chocolate ao leite contém sólidos de cacau, mas geralmente é diluído com sólidos de leite, bastante açúcar e creme.

O conteúdo de cacau é importante aqui, porque é uma fonte fabulosa de flavonóides – uma classe especial de antioxidantes que é a principal razão pela qual o chocolate é considerado um deleite saboroso e saudável.

Vamos nos aprofundar nas 7 principais razões que tornam o chocolate escuro um superalimento:

1. Alívio de estresse

Estudos comprovaram que comer cerca de 30 gramas de chocolate amargo por dia durante duas semanas seguidas reduz o nível de hormônios do estresse em pessoas altamente afetadas por ele. 

O principal hormônio do estresse que o chocolate escuro reduz é o cortisol. 

Consumindo o chocolate escuro, reduzimos outras alterações bioquímicas relacionadas ao estresse, bem como os hormônios de “luta ou fuga” conhecidos como catecolaminas em pessoas altamente estressadas.

Também se descobriu que o chocolate escuro melhora o humor, aumentando os níveis de serotonina e endorfina no cérebro, também conhecidos como hormônios felizes. 

Há relatos de que mulheres grávidas que comem mais chocolate escuro durante a gravidez dão à luz mais bebês menos inquietos, com menores episódios de choro, por exemplo.

2. Alivia cólicas menstruais

As cólicas menstruais são o pesadelo de todas as mulheres, e o chocolate amargo pode ser considerado uma panacéia no tratamento dessas cólicas. 

O potássio no chocolate escuro impede que os músculos retenham a água e se sintam inchados.

A dor menstrual pode ser intensa o suficiente para interferir nas atividades diárias por alguns dias todos os meses.

Isso ocorre, principalmente, nas atividades domésticas e nas escolas para adolescentes tardios. 

Chocolate escuro é considerado eficaz na redução da dor menstrual.

A dor menstrual ou a dismenorreia são rigidez, ou cãibras no abdômen inferior causadas devido à menstruação e produção de substâncias prostaglandinas que ocorrem durante, ou antes da menstruação. 

O chocolate escuro contém vitamina A, B1, C, D e E. 

Além disso, também contém antioxidantes de fenol e flavonoides, ricos em minerais como potássio, cálcio, ferro, um pouco de ômega 3 e 6 e alto magnésio, que pode reduzir dor menstrual e pré-menstrual em mulheres.

3. Ajuda com mudanças de humor

Comer qualquer tipo de chocolate é frequentemente associado à felicidade e comemorações. 

Um estudo realizado pelo British Journal of Clinical Pharmacology (2013) descobriu que consumir chocolate pode ajudar a melhorar seu humor, fazendo você se sentir mais calmo e mais satisfeito. 

O chocolate escuro ajuda a estimular a produção de endorfinas, a substância química no cérebro responsável pela criação de sentimentos de prazer.

Além disso, o chocolate escuro também contém serotonina, que é um antidepressivo que pode elevar o seu humor. 

É comprovado que os flavonoides presentes no chocolate escuro desempenham um papel nos efeitos de melhora do humor do chocolate. 

Com tudo isso, dito e feito: os psicólogos aconselham a não adquirir o hábito de encontrar conforto na comida ou recorrer a ela em momentos emocionais. 

Assim, mesmo que o chocolate amargo seja benéfico, não é recomendável se deliciar demais ou ficar viciado em seu uso.

4. Dá um impulso em energia

Quando você sofre uma queda de energia à tarde, pode ficar tentado a tomar café ou a uma barra de energia. Considere mudar para o chocolate escuro. 

Para obter os melhores benefícios, selecione chocolate escuro (maior teor de cacau) em vez de chocolate ao leite e mantenha a sua indulgência em um nível moderado. 

É um elevador de energia natural que contém cafeína e aumentará suas endorfinas para lhe dar um impulso rápido.

O chocolate escuro pode ajudar a aumentar os níveis de ácido nítrico, o que pode ajudar a controlar a pressão sanguínea, e suas propriedades antioxidantes podem neutralizar os radicais livres, que causam danos às células e podem até causar câncer. 

Mesmo o chocolate ao leite é um antioxidante, mas não no mesmo nível do chocolate escuro.

Comer chocolate escuro durante o período menstrual com moderação pode realmente ser bom para você. 

Os poderes energéticos e estimulantes do chocolate escuro vêm da cafeína presente nele e de outros estimulantes, incluindo teobromina e triptofano – que é um precursor da serotonina, um composto que ajuda você a se sentir calmo.

5. Alimentos ricos em ferro

Se os benefícios já não eram suficientes, o chocolate amargo também é uma excelente fonte de ferro e pode ajudá-lo a melhorar seus níveis de hemoglobina no sangue. 

Uma porção de 100g de chocolate preto de boa qualidade (70 a 85% de cacau) contém quase 11,9 mg de ferro. Ele também contém cerca de 598 calorias, por isso não se entregue a isso.

Conheça nossos chocolates e aproveite todos os benefícios desse alimento!

Mas de onde vem essa vontade por chocolate na TPM?

Altos níveis hormonais durante a parte inicial do ciclo menstrual causam um aumento de insulina. 

A insulina regula os níveis de glicose no sangue. O alto nível de insulina no corpo resulta em baixo nível de açúcar no sangue, e essa é a verdadeira razão pela qual a maioria das mulheres deseja algo doce.  

Geralmente o chocolate é a solução ideal, que é a maneira do seu corpo tentar equilibrar os hormônios. 

Cuidados ao consumir chocolate na TPM

O chocolate contém um estimulante chamado teobromina, que ocasionalmente pode levar ao aumento da dor e desconforto, ao invés de aliviá-la. 

E, mais especificamente, o chocolate super doce pode realmente fazer você se sentir mais depressivo por causa de todo o conteúdo de açúcar, cafeína e teobromina existente no chocolate.

Em vez de comer chocolate, os especialistas recomendam que você dê preferência para os produtos à base da cacau, como chocolates mais amargos, chás de cacau ou o próprio cacau em pó.

Afinal, quais são as causas da TPM?

A síndrome pré-menstrual (TPM) é uma condição que afeta as emoções, a saúde física e o comportamento de uma mulher durante certos dias do ciclo menstrual, geralmente logo antes da menstruação.

A TPM é uma condição muito comum. Seus sintomas afetam mais de 90% das mulheres menstruadas. Deve prejudicar algum aspecto da sua vida para o seu médico diagnosticá-la.

Os sintomas da TPM começam cinco a 11 dias antes da menstruação e desaparecem quando a menstruação começa. A causa da TPM é desconhecida.

No entanto, muitos pesquisadores acreditam que isso está relacionado a uma alteração nos níveis de hormônio sexual e serotonina no início do ciclo menstrual.

Os níveis de estrogênio e progesterona aumentam durante determinados períodos do mês. 

Um aumento desses hormônios pode causar alterações de humor, ansiedade e irritabilidade. 

Os esteróides ovarianos também modulam a atividade em partes do cérebro associadas a sintomas pré-menstruais.

Os níveis de serotonina afetam o humor. A serotonina é uma substância química no cérebro e no intestino que afeta seu humor, emoções e pensamentos.

E os sintomas?

O ciclo menstrual de uma mulher dura em média 28 dias.

A ovulação, o período em que um óvulo é liberado dos ovários, ocorre no dia 14 do ciclo. A menstruação, ou sangramento, ocorre no dia 28 do ciclo. 

Os sintomas da TPM podem começar por volta do dia 14 e durar até sete dias após o início da menstruação.

Os sintomas da TPM são geralmente leves ou moderados. 

Quase 80% das mulheres relatam um ou mais sintomas que não afetam substancialmente o a vida diária.

Vinte a 32% das mulheres relatam sintomas moderados a graves que afetam algum aspecto da vida. Três a 8% relatam TDPM. A gravidade dos sintomas pode variar por indivíduo e por mês.

Os sintomas da TPM incluem:

  • Inchaço abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Seios doloridos;
  • Acne;
  • Desejos de comida, especialmente para doces;
  • Prisão de ventre;
  • Diarreia;
  • Dores de cabeça;
  • Sensibilidade à luz ou som;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Mudanças nos padrões de sono;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Tristeza;
  • Explosões emocionais.

Quais são os outros alimentos que podem auxiliar durante a TPM?

Sal e açúcar são duas das piores coisas que você pode comer antes (e durante) a menstruação.

Para muitas mulheres, as alterações hormonais que ocorrem antes do período levam à retenção de água. 

A retenção de água se apresenta de algumas maneiras desconfortáveis: inchaço, sensibilidade nos seios e até inchaço nas mãos e pés. 

É também por isso que muitos de nós sentimos que magicamente ganhamos (e depois perdemos) peso durante esta época do mês. 

Carregar sódio só piorará a retenção de água. Os especialistas sugerem evitar alimentos que são conhecidos por serem salgados, como comida chinesa (molho de soja com pouco sódio ainda não é realmente com pouco sódio) e sopas enlatadas.

A adição de alimentos com alto teor de gordura e açúcar pode agravar a TPM. Os alimentos açucarados e gordurosos de que falamos são aqueles que não têm outros benefícios nutricionais, como biscoitos, rosquinhas e doces.

A fibra e a proteína das frutas e carboidratos complexos (também conhecidos como grãos integrais) ajudam a desacelerar a digestão do açúcar, para que você não fique com a mesma tristeza que teria se comesse uma caixa inteira de rosquinhas. 

Além disso, isso não significa que o açúcar falso receba um passe livre – muitos adoçantes artificiais podem superestimular o cólon e levar a cólicas e diarreia, ou seja, as duas últimas coisas de que você precisa mais durante a TPM.

Comer alimentos cheios de vitaminas do complexo B, cálcio, ômega-3 e bom o H2O pode realmente ajudar você a se sentir melhor.

Existem alguns dados que sugerem que os alimentos ricos em vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina, folato, B12 e B6) podem ajudar a aliviar a intensidade das cãibras.

Alimentos ricos em nutrientes anti-inflamatórios, como gorduras ômega-3, vitaminas C, D e E também são úteis.

Alguns estudos sugerem que o ômega-3 pode ajudar a conter a dor menstrual graças aos efeitos antiinflamatórios dos ácidos graxos. 

Peixes gordurosos como salmão e atum, além de nozes, sementes e feijões, são todas boas fontes de gorduras ômega-3.

Dicas para amenizar a TPM

A verdadeira causa para a TPM é simplesmente esta: seus hormônios se desequilibram, seus níveis de estrogênio aumentam e os níveis de progesterona diminuem, relativa ou absolutamente.

Mas só porque você é uma mulher, não significa que você precise viver com esses sintomas. 

O fato real é que o sofrimento relacionado aos ciclos menstruais é desnecessário – e não causado por má sorte, mas por maus hábitos, toxinas ambientais e estresse.

Claro, as empresas farmacêuticas não querem que você saiba disso! 

Portanto, os tratamentos convencionais para a TPM variam de medicamentos anti-inflamatórios como Advil ou Buscopan a pílulas anticoncepcionais. E depois há as grandes armas…

Isso inclui medicamentos prescritos como o danazol, um medicamento que suprime a ovulação e causa aumento de pelos faciais, acne e voz profunda. 

Os medicamentos mais novos e caros, chamados análogos do hormônio liberador de gonadatropina (GnRH), na verdade alteram a química do cérebro para desativar a produção de estrogênio e progesterona pelos ovários – mas também levam à osteoporose.

Às vezes, diuréticos como a espironolactona são usados ​​para tratar a retenção de líquidos. Um medicamento chamado bromocriptina pode ser usado para interromper a produção de prolactina e é usado para tratar a sensibilidade da mama.

Não é à toa que as empresas farmacêuticas querem que você acredite que a TPM é inevitável. Recentemente, eles até ajudaram a criar uma nova doença – PMDD – e uma nova indicação para um medicamento cuja patente estava se esgotando: o Prozac (agora chamada Fluoxetina). O que está errado?

É baseado no pressuposto de que os sintomas da TPM são uma parte inevitável de ser mulher e requerem “intervenção médica” com medicamentos sérios para corrigi-los. Nada poderia estar mais longe da verdade!

Pensar que 75% das mulheres têm uma falha de design que requer tratamento médico para viver uma vida normal é simplesmente absurdo.

Se você é uma das muitas mulheres que sofrem de TPM, você termina seu sofrimento usando cinco intervenções simples na dieta e no estilo de vida.

Felizmente, uma boa pesquisa mostra que existem muitas maneiras de recuperar os hormônios – sem drogas. 

Aqui está o meu plano para prevenir o TPM. Embora algumas das minhas sugestões possam parecer severas, a ciência mostra que elas funcionam. 

Experimente e você verá em apenas um ou dois ciclos o quanto você se sente melhor.

5 etapas simples para eliminar TPM

1. Limpe sua dieta.

Isso significa:

  • Pare de comer farinha refinada, açúcar e alimentos processados;
  • Corte a cafeína;
  • Pare de beber álcool;
  • Equilibre o açúcar no sangue ingerindo proteínas, como batidos de proteínas, ovos e manteigas de nozes, no café da manhã;
  • Coma uniformemente ao longo do dia e não pule as refeições;
  • Não coma dentro de três horas antes de dormir;
  • Corte todos os laticínios e considere eliminar outros alérgenos comuns por alguns meses, especialmente o glúten;
  • Aumente as fibras de sua dieta com vegetais, frutas, nozes, sementes, feijões e grãos integrais. Duas colheres de sopa de sementes de linho moídas por dia são especialmente úteis para corrigir a constipação e equilibrar os hormônios. Agite-os ou polvilhe-os com saladas ou alimentos;
  • Consuma chás: eles possuem propriedades calmantes e ajudarão a reduzir a sensibilidade e a irritabilidade. 
  • Aumente as gorduras ômega-3 comendo mais peixes selvagens, como sardinha, arenque e salmão selvagem, além de ovos e nozes ômega-3;
  • Coma alimentos orgânicos, especialmente produtos de origem animal, para evitar estrógenos ambientais causados ​​por pesticidas.

2. Tome suplementos.

Foi demonstrado que vários suplementos ajudam a aliviar os sintomas da TPM, melhorando a função metabólica e o metabolismo hormonal. Aqui estão as superestrelas:

  • Citrato ou glicinato de magnésio – Tome 400 a 600 mg por dia;
  • Citrato de cálcio – Tome 600 mg por dia;
  • Vitamina B6 – Tome 50 a 100 mg por dia, juntamente com 800 mcg de folato e 1.000 mcg de vitamina B12;
  • Óleo de prímula – Tome duas cápsulas de 500 mg duas vezes ao dia;
  • EPA / DHA (gorduras ômega 3) – Tome 1.000 mg uma ou duas vezes ao dia;
  • Taurina – Tome 500 mg por dia para ajudar na desintoxicação do fígado;
  • Um bom multivitamínico diário (todos os nutrientes trabalham juntos).

Ervas e fitonutrientes também podem ser muito úteis. Aqui estão os melhores estudados e mais eficazes:

  • O extrato de frutas de Chasteberry (Vitex Agnus-astus) pode ajudar a equilibrar os hormônios liberados pela glândula pituitária que controlam sua função hormonal geral. Estudos de mais de 5.000 mulheres descobriram que é eficaz. Tome 100 mg duas vezes ao dia de um extrato 10: 1;
  • O inhame selvagem (Dioscorea villosa) e a casca de kalyna (Viburum opulus) podem ajudar a regular os ciclos e aliviar as cólicas menstruais;
  • A raiz do dente de leão pode ajudar na desintoxicação do fígado e funciona como um diurético;
  • As isoflavonas da soja, trevo vermelho ou raiz de kudzu melhoram a desintoxicação do estrogênio, aumentando a atividade de enzimas de desintoxicação específicas. Eles podem ser tomados como suplementos ou consumidos na dieta;
  • As sementes de linho contém lignanas que ajudam a equilibrar o metabolismo hormonal e bloquear os efeitos negativos do excesso de estrogênio;
  • Fórmulas de ervas chinesas também podem ajudar. Um dos mais eficazes é o Xiao Yao San, ou Rambling Powder. Contém: Raiz de Bupleurum (Bupleurum chinense), Raiz de peônia chinesa (Paeonia lactiflora), Raiz de Dong Quai (Angelica sinensis), Raiz de Atractylodes de Bai-Zhu (Atractylodes macrocephala), Poria Sclerotium (Poria cocos), Rizoma de gengibre (Zingiber officinale), Raiz de alcaçuz chinês (Glycyrrhiza uralensis) e folha de hortelã chinesa (Mentha haplocalyx);
  • Substituir bactérias saudáveis ​​no intestino também ajuda a normalizar o metabolismo do estrogênio e hormônios. Tome de 5 a 10 bilhões de organismos vivos em um suplemento probiótico diário;
  • Em casos intratáveis, ocasionalmente utilizarei progesterona tópica e bioidentical natural nas últimas duas semanas do ciclo menstrual. A dose usual é de 1/2 colher de chá (20 a 40 mg) aplicada à noite em áreas finas da pele nas últimas duas semanas do ciclo menstrual.

3. Mexa-se.

O exercício é muito importante para equilibrar os hormônios. Apontar para 30 minutos de exercício aeróbico, 4 a 5 vezes por semana.

4. Lide com estresse.

Lidar com o estresse também é crítico. Tome um banho quente à noite, faça uma massagem, pratique yoga, aprenda a respirar profundamente ou meditar. 

Essas técnicas e outras podem ajudar a equilibrar os hormônios.

5. Tente terapias alternativas.

Terapias como acupuntura e homeopatia podem ajudar. Um ensaio clínico mostrou que a homeopatia individualizada é eficaz no tratamento da TPM. 

Foram utilizados cinco medicamentos homeopáticos: Lachesis, Natrum muriaticum, Nux vomica, Pulsatilla e Sepia.

Se meus pacientes são alguma indicação, um plano como esse pode ter efeitos impressionantes nos sintomas pré-menstruais.

Deixe que os chocolates saudáveis da 4Well tragam mais sabor e praticidade para o seu dia a dia!

Conclusão

Conviver com a TPM pode ser bem incômodo em alguns momentos, principalmente quando temos dores ou uma vontade insaciável de comer chocolates e outras besteiras.

Os chocolates podem aliviar alguns sintomas, mas sem cuidado podem agravar. Certifique-se de sempre escolher os melhores chocolates, com teores maiores de cacau e menos açúcares, para aliviar o  estresse da TPM.

Você pode adotar hábitos mais saudáveis de alimentação e ainda manter um chocolatinho meio amargo dentro da bolsa para aliviar o estresse do momento.Só na 4Well você encontra os melhores chocolates para aliviar a TPM. Acesse o nosso site e escolha o seu kit!