Distensão Abdominal e Estufamento

Sob a ótica da Nutrição Clínica Funcional

Muitas vezes o inchaço ou distensão abdominal acontecem por fatores simples como ingestão inadequada de alimentos ou ainda excesso de alimentos fermentativos como açúcares e farinhas brancas.

Pode-se dizer também que o sedentarismo, gatilhos emocionais e que geram ansiedade, também podem causar estufamento.

Algumas mudanças na rotina certamente trarão resultados como, por exemplo:

  • Manter-se hidratado – estudos mostram que indivíduos que não apresentam patologia poderiam servir-se de 35 ml/kg/ peso de água por dia –  Ex: indivíduo de 70 kg – poderia ingerir 2450 ml de água/ ao longo – dia. Favorecendo a não retenção de líquidos e a troca perfeita.
  • Evitar consumo de alimentos refinados, não permitindo dessa forma a fermentação excessiva. Alimentos ricos em fibras, grãos integrais, frutas, hortaliças folhosas e não folhosas como os legumes, colaboram para o crescimento das bactérias benéficas do intestino, permitindo assim a melhora do trânsito, não dando margem á intestino preso e consequentemente distensão abdominal com gases.
  • Outra prática bastante interessante é deixar leguminosas, como o feijão, de remolho por 12 horas, colocando água nova para o cozimento. Esses grãos apresentam ou contém um tipo de carboidrato chamado rafinose e que gera flatulência, gases e distensão abdominal, já que nós não conseguimos digerir. São fermentados pela bactérias presentes no nosso  intestino.
  • Estudos recentes e científicos já nos mostram que atividade física promove crescimento das bifidobacterias ou as benéficas. Por isso… Mexam-se!

Poderíamos falar muitíssimo sobre esse assunto, porém essas poucas dicas já trarão novidades á vocês.

Abaixo, seguem infusões na melhora desse estufamento:

Ingredientes:

  • Hibisco (1 colher de sopa da flor desidratada)
  • Chá verde (1 colher de sopa) ou (1 Stick 4Well)
  • 1 pau de canela
  • Lascas de gengibre
  • 250 ml de água

Modo de preparo:

Numa jarra de vidro ou xícara levar as ervas citadas. Verter 250 ml de água fervente, adicionar o gengibre e o pau de canela (um raminho fresco de alecrim, seria sensacional). Abafar com 1 pires por 10 min, coar e beber. 

Obs: Os chás 4Well não necessitam de descanso (Conheça nossos chás solúveis!)

Há sugestões mais simples como:

Chás de camomila e erva doce que são absolutamente carminativo e antigases.

Espero tê-los ajudado!

Até a próxima!

Luciana Valente de Oliveira – CRN: 7183

Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional

Especialista em Fitoterapia Funcional